Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for Agosto, 2011

Fonte: Portas Abertas

Desafiando a chuva e as ruas alagadas, mais de duas dúzias de pessoas se reuniram em frente à igreja de Putalisadak, que fica no coração da capital, Kathmandu, na última quinta-feira, 18, para sua reunião de estudo bíblico, trazendo um sorriso de satisfação ao rosto do pastor Dev Kumar Chetri.

O sorriso desaparece, porém, quando ele fala sobre os problemas da igreja do Nepal, a segunda mais antiga a enfrentar perseguição. Centenas de outras igrejas espalhadas pelo país têm o mesmo problema.

“De acordo com as antigas leis, as igrejas não foram autorizadas a se registrar como instituições religiosas”, disse Chari Gahatraj, um pastor protestante. “Em 2006, quando o Parlamento declarou formalmente que o Nepal era uma nação secular, pensamos que tudo iria mudar e que as igrejas seriam reconhecidas como instituições religiosas.”

Cinco anos mais tarde, no entanto, a discriminação contra os cristãos continua, segundo Gahatraj. “Nem sequer fomos mencionados nas novas políticas e programas que o governo propôs ao Parlamento este ano”, disse ele.

A igreja de Putalisadak também sofreu uma crise, quando os dois homens que eram coproprietários daquela terra foram ao tribunal para pedir suas partes. O terreno da igreja teve de ser retalhado para se resolver a disputa.

“Esta é a história mais triste”, disse o pastor Chetri. “Nossa igreja possui registros que dizem que existem cerca de dois milhões de cristãos e quatro mil igrejas no Nepal atualmente. Mas a maioria deles não tem um lugar para realizar os cultos, pois o cristianismo ainda não é reconhecido no Nepal. É como se nós não existíssemos.”

A estimativa de dados internacionais é de que o número de cristãos no Nepal é inferior aos dados da igreja – 850 mil. Mas a última pesquisa estima um número maior de congregações – 9.780 – do que os dados da igreja de Putalisadak.

A terceira igreja mais antiga do Nepal, Nepali Isahi Mandali, fundada em 1957, também foi levada ao tribunal por causa de um vizinho ressentido.

“Quando nossa congregação começou a crescer, em 2006, começamos a construir um grande templo para acomodar todos”, disse o pastor Samuel Karthak. “Mas houve oposição de um vizinho, que foi ao tribunal reclamar.”

“Sentiríamos mais confiança se fôssemos considerados instituições religiosas. No entanto, ainda somos considerados cidadãos de segunda classe e nossas igrejas, lugares que convertem pessoas. Nós ainda não temos uma voz ativa.”

Anúncios

Read Full Post »

Fonte: Portas Abertas

O grupo terrorista Al-Shabaab não tem distribuído alimentos aos cristãos somalis que passam fome na região que eles controlam. É apenas o mais recente dos esforços sistemáticos do grupo terrorista islâmico para erradicar os cristãos da Somália.

De acordo com a ICC (International Christian Concern) , a negação intencional do Al-Shabaab em distribuir a ajuda humanitária a todos já resultou na morte de 18 cristãos nas cidades somalis de Afgoye, Baidawa e Kismayo. Jonathan Racho disse: “Qualquer somali suspeito de ser cristão, ou amigo de um cristão, não recebe a ajuda alimentar.”

Infelizmente, a contínua eliminação da pequena comunidade somali de cristãos nas mãos do Al-Shabaab passou despercebida, eclipsada pelos outros horrores de tortura, estupros e assassinatos realizados pela população muçulmana da Somália.

Mais recentemente, em um relatório divulgado pela Human Rights Watch, foram encontrados dados sobre decapitações públicas e flagelações; recrutamento forçado de crianças para ser soldados; negação da assistência humanitária a 2,2 milhões de somalis que estão passando fome no território controlado pelo Al-Shabaab.

Deve-se notar que a perseguição aos cristãos antecede a ascensão do Al-Shabaab . A perseguição começou na guerra que teve início em 1991. Durante esse tempo, estima-se que mais de mil somalis adultos foram mortos nesse país predominantemente muçulmano, além de milhares de outros forçados a fugir do país ou negar sua fé para salvar suas vidas.

Um cristão secreto disse: “Sabemos que, se qualquer pessoa suspeitar que somos cristãos, seremos torturados ou até mortos. Por isso oramos em segredo. Temos orado nas salas de oração das mesquitas, mas, apesar de toda a nossa cautela, muitos dos nossos amigos foram mortos. Vivemos com medo.”

Outro incidente horrível ocorreu em dezembro de 2010, quando uma garota de 17 anos, que se converteu ao cristianismo, foi assassinada a tiros por parentes. A jovem tinha fugido de sua aldeia depois que seus pais a haviam espancado e acorrentado a uma árvore.

No entanto, enquanto a perseguição tem sido a norma para os cristãos da Somália, o Al-Shabaab tornou esse nível totalmente novo e brutalmente perturbador.

Em 2008, os membros do Al-Shabaab deceparam a cabeça de Manssur Mohammed, de 25 anos de idade, por se converter ao cristianismo. De acordo com testemunhas, os militantes islâmicos circularam um vídeo para instigar o medo entre aqueles que contemplam a conversão do islamismo para o cristianismo.

Read Full Post »

Fonte: Christian Post

Um ataque contra a minoria cristã que vive no planalto central do Vietnã deixou 16 homens e mulheres gravemente feridos e um homem ainda foi preso, de acordo com a Internacional Christian Concern.

Em 7 de julho, as forças de segurança vietnamitas e a polícia interromperam um culto na aldeia de Buon Krel Krot, batendo nos participantes. Os agentes das forças de segurança ainda disseram que se eles continuassem indo às reuniões, seriam presos.

Doze homens e quatro mulheres foram tão violentamente espancados que ficaram quase todos inconscientes.

A polícia bateu em Jung com bastões até que ele desmaiou e perdeu a consciência. Jung foi posteriormente levado pela polícia e ficou sob custódia das autoridades. Outros moradores foram espancados com bastões, armas de fogo e galhos de árvore. A vítima mais jovem tinha apenas 13 anos de idade.

O Vietnã tem mantido há muito tempo uma política de assédio, perseguição, tortura e prisão contra os cristãos que não são membros de igrejas afiliadas ao governo.

“O governo vietnamita tem como alvo principal os montagnards (etnia do país), simplesmente porque eles são membros de igrejas cristãs; e o governo tem uma política muito antiga de eliminar as igrejas cristãs que são independentes do governo”, disse Scott Johnson, da Fundação Montagnard.

Desde 2011, mais de 350 montagnards foram presos e condenados à prisão por ter sido considerados “subversivos” pelo regime vietnamita.

“Estamos apelando ao governo vietnamita que cesse essa política sistemática de violência e perseguição contra os cristãos, especialmente os montagnards”, disse Kris Elliot, gerente regional da ICC para o sudeste da ásia.

Read Full Post »

Fonte: Portas Abertas

Nos últimos dias, ouviram-se relatos sobre a crescente pressão sobre a comunidade cristã em território iraniano. Nesse contexto, as forças de segurança prenderam uma mulher cristã em sua casa, a leste de Teerã, transferindo-a para um local desconhecido.

A agência de notícias cristã iraniana Mohabat News relata que no sábado, 30 de julho de 2011, agentes de segurança invadiram a casa de Leila Mohammadi e a vasculharam exaustivamente.

Eles recolheram tudo o que a relacionasse com atividades cristãs, incluindo livros cristãos, DVDs, bem como seu computador pessoal. De acordo com testemunhas oculares, Leila foi forçada a entrar no carro da polícia e levada a um lugar desconhecido.

A Mohabat News apurou que, no dia seguinte, a família de Leila foi informada, através de uma ligação telefônica privada, de que ela estava em um centro de detenção chamado “Hor”. Esse centro pertence à força policial iraniana e está localizado perto da praça Hor, em Teerã.

Também foi relatado que outra pessoa, com o nome “Parviz”, foi presa por ter envolvimento nesse caso. A casa dele foi revistada pelos oficiais, que também apreenderam seu computador pessoal.

O homem estava sob custódia policial havia três dias e foi temporariamente liberado, depois de ter assinado uma declaração de renúncia. Aparentemente, ele foi preso por causa do envolvimento de sua esposa com as atividades cristãs que Leila Mohammadi organizava.

O relatório também indica que Leila foi acusada pelas autoridades de segurança de espalhar o cristianismo e evangelizar no país. Leila não tem contato com sua família desde que foi presa. Seus familiares e parentes estão preocupados com sua situação.

Os últimos relatórios indicam que seu paradeiro é desconhecido desde que ela foi transferida para uma prisão chamada “Evin”.

Read Full Post »

Fonte: Midia Gospel

Só acreditou na ressurreição de Jesus depois que viu as marcas da crucificaçã o (João 20.25). Segundo a tradição, sua obra de evangelização se estendeu à Pérsia (Pártia) e Índia. Consta que seu martírio se deu por ordem do rei de Milapura, na cidade indiana de Madras, no ano 53 da era cristã.

Read Full Post »

Fonte: Globo.com

Um casal que se diz a reencarnação de Jesus Cristo e Maria Madalena se estabeleceu no Cinturão Cristão de Queensland (Austrália). Os dois estão atraindo discípulos do país inteiro.

Os “novos” Jesus e Maria Madalena foram batizados como Alan John Miller, de 47 anos, e Mary Suzanne Luck, de 32. Eles estão baseados em uma propriedade rural em Wilkesdale.

“Meu nome é Jesus e estou falando sério”, declarou Alan John, segundo o “Courier Mail”.

“Jesus” comprou uma propriedade de 16 hectares em 2007. Desde então, os seus seguidores compraram terrenos na vizinhança. Corretores locais revelaram um boom na procura por áreas em Wilkesdale.

Obviamente, “Jesus” e “Maria Madalena” vivem de doações. Os seguidores da Verdade Divina arrecadaram o equivalente a 690 mil reais e adquiriram uma propriedade de 240 hectares, onde realizam os cultos. Em uma aparente “coincidência”, o desmatamento do terreno acabou criando uma cruz gigante. Os moradores insistem que nada foi proposital.

As igrejas católica e anglicana da Austrália acenderam o sinal de alerta…

O escritor Dan Brown, em “O Código Da Vinci”, sugere que, no famoso quadro que retrata Jesus na última ceia, de Leonardo da Vinci, havia um apóstolo com traços femininos. Ele seria simplesmente Maria Madalena, a suposta prostituta que Jesus salvara.

 

Read Full Post »

Filho de Alfeu (Mateus 10.3). Missionário na Palestina e no Egito. Segundo a tradição, martirizado provavelmente no ano 62.

Read Full Post »

Older Posts »

%d bloggers like this: