Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘Notícias’

Fonte: Christian Post
Data: 13/10/2011

Pesquisadores descobriram que 59% dos jovens cristãos abandonam a igreja de forma permanente ou durante um longo período de tempo após completar 15 anos de idade.

A pesquisa foi realizada pelo Grupo Barna, revela que grande parte dos jovens vê a igreja como um lugar pouco amigável e cheio de julgamento, segundo o site Cristianos.

O estudo, que envolveu entrevistas com 1.296 jovens que são ou já foram membros de igrejas, é o resultado de um trabalho de cinco anos reunido no livro “You Lost Me: Why Young Christians are Leaving Church and Rethinking Faith” (Por que os jovens cristãos estão abandonando a Igreja e repensando a fé, em português), escrito pelo atual presidente do Grupo Barna, David Kinnaman.

Os resultados da enquete mostram também que na faixa dos 18 a 29 anos os jovens acreditam que “os Cristãos demonizam tudo que está fora da igreja”; e um terço deles simplesmente acha que “ir à igreja é chato”.

Um dos fatores que vem colaborando para o distanciamento entre os jovens e a igreja é o confronto entre as expectativas religiosas e a experiência sexual dos jovens. Um em cada seis jovens Cristãos afirmam que “cometeram erros e sentiram-se julgados pela igreja por causa deles”.

Enquanto isso, entre os entrevistados católicos, 40% dos jovens entre 18 e 29 anos acreditam que a doutrina de sua igreja em relação à sexualidade e ao controle de natalidade estão “desatualizados”.

Entre os principais fatores que distanciam os jovens da igreja, foram identificados: a atitude superprotetora e exclusivista da igreja, o fato de oferecer uma experiência cristã superficial, visão antagônica à ciência, um lugar em que o sexo é tratado de maneira errada, a não valorização de outros tipos de fé e espiritualidade e a hostilidade que a igreja trata quem não crê no que ela ensina.

De acordo com o site Cristianos, Kinnaman classifica essa evasão dos jovens da igreja como um problema que requer providências urgentes, já que normalmente os jovens saem de casa cedo, vão para a faculdade ou começam logo a trabalhar, casam e têm filhos antes dos 30 anos.

Segundo Kinnarman, as igrejas não estão preparadas para lidar com o ‘novo padrão’ vigente no mundo. “No entanto, o mundo está mudando de maneira significativa, como um acesso cada vez maior ao mundo e a diversas ideologias, em especial por conta da tecnologia, fazendo crescer seu ceticismo em relação a figuras externas de autoridade, incluindo o cristianismo e a Bíblia”, conclui.

Anúncios

Read Full Post »

Fonte: Redação Creio
Data: 03/10/2011

 

Uma estatística assustadora e não condizente com a fé cristã. Uma pesquisa realizada nos Estados Unidos mostrou que 40% dos líderes evangélicos dizem que bebem álcool socialmente. A pesquisa foi realizada pela Associação Nacional dos Evangélicos com sede em Washington. Se por lá, a estatística gerou polêmica, imagine por aqui, já que a dúvida sempre acontece: afinal crente pode beber ou não?

Interpretações bíblicas à parte, os pesquisadores chegaram a esta conclusão após ouvir representante de 40 denominações diferentes. Por lá muitos alegam que bebem com moderação em ocasiões especiais. Entre a maioria que diz que não consumiam álcool, a razão comum para a abstinência, não foi porque eles acreditam que é pecado beber. “Ainda que haja proibição do consumo de álcool moderado nas Escrituras, devido às muitas implicações como um exemplo para família e aqueles que eu sirvo, eu gosto das palavras de Paulo, é melhor não,” disse Gary Benedict, presidente da Aliança Missionária e Cristã (The Christian and Missionary Alliance).

Um estudo anterior de Protestantes no país, descobriu que cerca de um quarto dos leigos (29 por cento) disse que as pessoas não devem nunca beber álcool, de acordo com a Revista LifeWay. E que, 24 % dos pastores seniores concordaram. Além disso, 68 % dos pastores disseram que o consumo racional do álcool é uma “liberdade bíblica,” somente mais da metade (54%) das pessoas leigas concordaram.

Read Full Post »

Fonte: Redação Creio

Pesquisa diz que 55% estão desanimados com a igreja por estarem só

Para alguns o ministério pode ser encarado como um fardo que exige abdicar de certos prazeres. A dificuldade em conciliar o ministério com família, amigos e companheiros de caminhada, fez com que muitos pastores se isolem, ainda que involuntariamente, do relacionamento e convívio social. A solidão pastoral é um problema que tem incomodado a liderança mundial e resultou em uma pesquisa produzida pela LifeWay americana. O resultado apontou que 55% dizem que estão propícios a solidão e ao desânimo por estarem só.

Mais da metade 55% dos mil pastores protestantes disseram que concordavam com a afirmação. “Acho que é fácil ficar desanimado”. O mesmo percentual de pastores também disse que estar no ministério pastoral os faz sentir solitários, por vezes.

Mas para quem pensa que estes líderes querem abrir mão de tudo em prol do Reino se engana. 98% deles disseram que se sentem privilegiados pelo chamado a servir. “”Muitas estatísticas frequentemente citadas falam de pastores miseráveis e infelizes, mas não é isso que vemos quando na verdade lhes perguntamos”, disse Ed Stetzer, vice-presidente de pesquisa e desenvolvimento no ministério LifeWay Christian Resources.

Um dado curioso, boa parte dos pastores com mais 65 anos são os menos desanimados. A pesquisa mostrou ainda que os pastores de grandes templos são os que mais reclamam da solidão. “Ironicamente, pastores de igrejas maiores são mais solitários. Daqueles em congregações com frequência média de 250 ou mais, 17% discordam fortemente que o ministério pastoral faz sentir solitário às vezes. Em comparação, 32 % com as igrejas de 0-49 e 27 % com as igrejas de 100-249 discordam totalmente”.A principal razão para o desânimo pode vir de expectativas irreais, Stetzer explicou. “Voluntários Líderes influenciados por uma mentalidade consumista cristã ferem todos os envolvidos. Precisamos muito menos clientes e muito mais co-trabalhadores”, disse ele.

Apesar da carga de trabalho alta para muitos pastores, a pesquisa mostrou que a maioria não sentia que seu ministério teve um efeito negativo sobre sua família.”O pastoreio pode ser estressante para uma família, mas ao contrário de algumas estatísticas hyped, a maioria não acredita que ser um pastor tem prejudicado a sua família”, disse Stetzer, que também serviu como um pastor. “Pastoreio é difícil, e vida familiar é um aquário, mas exagerar o desafio e os perigos de pastorear pode desencorajar os pastores e criar uma expectativa de interrupção da família – levando a esse problema”, disse ele.

RISCO DA SOLIDÃO PARA SAÚDE: Um estudo feito por pesquisadores americanos confirmou: Solidão faz mal à saúde. O estudo analisou o histórico de saúde de mais de 300 mil idosos que lutavam contra alguma doença grave. Eles foram divididos em dois grupos. O dos que tinham uma rede de relacionamentos e o dos que se declararam sozinhos. O tempo de sobrevida de quem tinha amigos foi 50% maior.

Comparando com outros estudos, os pesquisadores concluíram que a solidão é um fator de risco tão grave quando o tabagismo e o alcoolismo. E mais perigoso do que a obesidade e o sedentarismo.

Read Full Post »

Fonte: Prazer da Palavra
Data: 10/10/2011

O Centro Americano pela Lei e pela Justiça (American Center for Law and Justice — ACLL), que está acompanhando o destino do pastor Youcef Nadarkhani informou, nesta segunda-feira (10/10/2011), que supõe que ele ainda esteja livre.

O Tribunal Estadual de Gilan, que recentemente exigiu que o pastor Christian Youcef Nadarkhani negasse sua fé ou fosse enforcado, adiou sua decisão formal. Os juízes remeteram o caso para o líder supremo do Irã, o aiatolá Khamenei. Segundo o advogado de Youcef, Mohammad Ali Dadkhah, “o tribunal decidiu pedir a opinião do Sr. (Ali) Khamenei.” Khamenei é um jurista islâmico e o árbitro final nas questões da “sharia”, a lei religiosa do país. No Irã, ele é visto como um guardião protetor.

Ainda segundo o ACLL, o incomum envolvimento do líder mais poderoso da nação neste caso demonstra que o Irã está sentindo a pressão. “Podemos estar certos que, se as mentiras espalhadas pelo Irã fossem verdadeiras

Read Full Post »

Fonte: Portal Imprensa

Durante algum tempo, Malafaia criticou as Organizações Globo e defendeu Edir Macedo e a Igreja Universal. Agora, um dos sonhos de Malafaia é comprar horário na TV Globo.

As diferenças entre Edir Macedo (Igreja Universal do Reino de Deus) e o pastor Silas Malafaia (Assembléia de Deus Vitória em Cristo) são antigas e envolvem relações de poder e disputa por espaço em meios de comunicação. Entretanto, nem sempre foi assim. Durante algum tempo, os programas de Malafaia serviram para criticar os veículos das Organizações Globo. O pastor já criticou duramente o jornal O Globo, a revista Época e a TV Globo, inclusive, defendendo Edir Macedo.

Porém, nos últimos anos, a mira de Malafaia parece ter encontrado outro alvo. Em um de seus ataques contra Edir Macedo, em 2010, ele afirmou que a Record faz jornalismo pró-PT por interesses comerciais. “Você foi comprado para defender o governo e a Dilma. Sua emissora é chapa-branca, com jornalismo tendencioso. Vou mostrar que você é um falso profeta mentiroso, vai cair a máscara”, afirmou Malafaia em resposta a Macedo, completando que a Record é um “lixo moral”.

No último mês de setembro, Malafaia voltou a atacar o líder da Universal, após o bispo ter dito em seu blog que “os cantores evangélicos são endemoninhados”. Ao que Malafaia mais uma vez revidou: “os demônios, da mais alta hierarquia, fazem o que vocês fazem, isto é, atuam nessa área, pegam dízimo e oferta do povo de Deus, compram emissoras de TV, que ao invés de glorificar a Deus, é o santo financiando o profano e o podre”. Para finalizar, chamou mais uma vez a Record de lixo moral e disse que é “financiada com ofertas e dízimos do povo de Deus”.

Em perfil feito pela jornalista Daniela Pinheiro na revista Piaui de setembro, Malafaia contou que no final de 2010 foi chamado para uma conversa com o vice-presidente das Organizações Globo, João Roberto Marinho. “O dono da Rede Globo lhe disse que queria conhecer melhor o mundo dos evangélicos. E contou terem percebido, na emissora, que Edir Macedo não era a voz dos protestantes no Brasil. Desde então, eles mantêm um canal de comunicação”, diz a matéria.

Malafaia contou à jornalista que depois da conversa apareceu no “Jornal Nacional” cinco vezes. Ainda, segundo a reportagem, um dos sonhos de Malafaia é comprar horário na TV Globo para fazer pregações: “ainda vou conseguir, eles já estão abrindo, olha o programa do Faustão cheio de cantor evangélico se apresentando”. Para a Piaui, a Globo admitiu que não comercializa horários contínuos: “só vendemos anúncios em intervalos comerciais”, disse João Roberto Marinho. Para a IMPRENSA, a Rede Globo confirmou a conversa entre Malafaia e João Roberto Marinho, mas não deu detalhes sobre o objetivo da reunião. Procurada, a assessoria de imprensa de Malafaia não retornou às tentativas de contato; já a Record afirma que não se pronunciará sobre o assunto.

Diferenças institucionais

O impasse entre os líderes religiosos e o movimento que eles “representam” é significativo. De acordo com o IBGE, a previsão é que o índice de evangélicos no país ultrapasse 25% da população. Em 1970, início da popularização evangélica na TV, o número de fiéis não chegava a cinco milhões. Rui Luís, historiador e teólogo, destaca que a visibilidade proporcionada pela TV não representa os evangélicos. “São as grandes denominações que podem se beneficiar deste tipo de mídia. Esses grupos possuem estrutura suficiente para poder bancar o custo de um programa destes, que não é baixo”, diz.

Ed René Kivitz, pastor evangélico, teólogo e mestre em ciência da religião pela Universidade Metodista de São Paulo, vê no fenômeno televisivo uma questão relacionada à necessidade de visibilidade pessoal. “Eu avalio que o conteúdo em si é distante da essência do evangelho. É uma presença que se confunde com o projeto de poder destas personalidades e suas respectivas instituições. Isso parece prioritário ao compromisso com o evangelho”, avalia.

Quem é quem no evangelismo televisivo

Apóstolo Valdemiro Santiago de Oliveira
Igreja Mundial do Poder de Deus
Rede21, CNT e Rede TV!

Missionário Romildo Ribeiro Soares (RR Soares)
Igreja Internacional da Graça de Deus
BAND e Rede TV!

Pastor Silas Malafaia
Assembléia de Deus Vitória em Cristo
CNT, Redet TV! , BAND

Edir Macedo
Igreja Universal do Reino de Deus

Read Full Post »

Fonte: Christian Post
Data: 10/10/2011

 

Silas Malafaia aproveitou seu programa Verdade Gospel, que foi ao ar no Sábado, para justificar sobre críticas feitas ao líder da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) além de esclarecer outros comentários polêmicos.

Há duas semanas, Malafaia criticou o ponto de vista teológico usado pela Igreja Universal e em seu programa ele responde aos telespectadores que questionam sua atitude.

“Jesus usou o chicote quando expulsou os mercadores do templo de Jerusalém”, respondeu Silas Malafaia na sessão de perguntas e respostas que foi feita durante o programa às 13h00.

“Deus não levantou profetas para falar com pecadores, mas sim para denunciar o pecado do seu povo”, disse ele falando sobre as críticas, e continuou: “Jesus, que é amor, falou mais obre os infernos do que sobre o céu”.

http://www.MidiaGospel.Com.br.br / http://www.estudosgospel.com.br / http://www.centraldepregadores.com.br
.

As perguntas chegavam a Malafaia via Twitter.

Um fiel também questionou por que ele havia chamado os donos de blogs evangélicos de filhos do diabo. O líder da Igreja Vitória em Cristo respondeu que não qualificou a todos dessa forma, e sim ‘grande parte’.

Silas Malafaia também comentou sobre os vídeos que relacionam à maçonaria e aproveita o momento para dizer que muitos dos que o acusam é porque querem caluniá-lo.

“Se eu for da Maçonaria, só se a loja for na r. Montevidéo, 1191, e o grão-mestre é Jeová”, disse ele, citando o endereço de sua igreja. “Isso é acusação, pessoas que querem ganhar adeptos pela internet querem me caluniar”.

Malafaia pareceu ter ainda ter ressentimento sobre a perda do horário para o líder da igreja Mundial do Reino de Deus, na emissora Band, e comentou: “Valdemiro é um homem de Deus , mas todo mundo falha”.

“Deus é o juiz entre eu e ele, e o tempo é o senhor da razão”.

Read Full Post »

Fonte: Midia Gospel

As negociações do pastor Silas Malafaia com a “Band”, visando à renovação do contrato, começaram em julho. Neste período, ele percebeu que havia resistência da emissora, e como está na TV há quase 30 anos e conhecesse muito bem o meio, perguntou a um dos diretores da “Band” se alguém havia manifestado interesse em seu horário.

O mesmo lhe revelou que havia outra igreja interessada e disposta a pagar, aproximadamente, 150% a mais no valor do horário, para obter o espaço. Malafaia suspeitou que apenas dois pastores pudessem comprar este espaço: o missionário RR soares ou o apóstolo Valdemiro Santiago.

Como o Pastor Silas tem acesso a Valdemiro, ligou para o bispo Josivaldo, o segundo na hierarquia da Igreja Mundial do Poder de Deus, questionando sobre o assunto, e obteve a seguinte resposta: “Nós falamos que se o senhor não continuar, nós pegamos o horário”. E aceitaram pagar o valor que foi dito.

Malafaia disse para ele: “Josivaldo, vocês conhecessem o jogo das emissoras de TV. Eles querem usar vocês para me pressionarem a aumentar o preço do programa.

Por favor, diga que não está interessado, se não vai ficar muito difícil para mim”. Mal sabia o pastor Silas que eles já haviam assinado um pré-contrato, autorizando inclusive a emissora a negociar duplicatas antecipadamente.

http://www.MidiaGospel.Com.br.br / http://www.estudosgospel.com.br / http://www.centraldepregadores.com.br
.

Uma atitude, no mínimo, desleal com o pastor Silas Malafaia, que defendeu a Igreja Mundial em seu programa, quando fecharam o templo sede.

No dia 1º de janeiro deste ano, como também no dia 21 de abril, o pastor Silas usou o seu conhecimento junto a uma produtora do “Jornal Nacional”, pedindo para dar cobertura ao evento da Igreja Mundial.

Pasmem! Quando o missionário RR Soares comprou horários do apóstolo Valdemiro, veja os comentários que ele fez em seu programa.

Mediante a tudo isto, o pastor Silas Malafaia faz o seguinte comentário, baseado na Bíblia: “Com a medida que medirdes sereis medido, e mais, tudo que o homem plantar vai colher. É lamentável tudo isso”.

Malafaia acredita que o apóstolo Valdemiro é um homem de Deus e não é por causa desta falha que a sua história vai ser desmerecida. Ele pede às ovelhas para tomarem muito cuidado quando fizerem qualquer comentário acerca do apóstolo.

Finalizando, ele acrescentou que quando Deus fecha uma porta é porque vai abrir uma muito maior e enfatizou que seu desejo é que o apóstolo Valdemiro Santiago seja bênção na madrugada. “O tempo dirá quem está com a razão. Deus é justo”, disse o pastor.

Read Full Post »

Older Posts »

%d bloggers like this: